quinta-feira, 21 de maio de 2009

Contos de blogue agora em livro


No próximo sábado dia 30, na Livraria Martins Fontes da Av. Paulista (ao lado do Metrô Brigadeiro), à partir das 15h30, dois membros deste Movimento estarão estreando em livro: Laura Fuentes e Petê Rissatti. E muito bem acompanhados, na antologia Blablablogue - Crônicas e Confissões, organizada por Nelson de Oliveira, pela Editora Terracota.

E como a publicação traz contos de 21 autores-blogueiros, certamente o boca-a-boca de todo esse grupo certamente vai ajudar a criar mais público leitor, principalmente os jovens, acostumados à liguagem veloz da blogosfera.

Um incentivo para os aspirantes à escrita profissional, e mais um ponto para o Movimento Livro nas Mãos! Estão todos convidados.

Aqui, o texto sobre o livro escrito pela pena (ou teclas?) do organizador.


A palavra é febre.

Quem pegou o início desse fenômeno de comunicação que em pouco tempo se tornou a blogosfera sentiu em primeira mão um tipo diferente de febre. A febre da liberdade digital. Da democratização da palavra escrita.

Essa febre, essa excitação, essa compulsão é tão contagiante que, uma década depois, o número de blogues no ciberespaço tem crescido de forma exponencial. Atualmente existem perto de 140 milhões de blogues e cerca de 120 mil são criados diariamente (1,4 por segundo).

A maioria das pessoas utiliza os blogues como um diário pessoal, porém eles podem veicular qualquer tipo de conteúdo e ser usados para os mais diversos fins: artísticos, jornalísticos, científicos, políticos, religiosos, corporativos, comerciais etc. A blogosfera ampliou o mundo natural, social e mental.

Como eu disse, a palavra é febre. Muitos a amam, muitos a odeiam. É verdade: tem gente que passa várias horas diárias cultivando seu espaço virtual. Mas tem gente que detesta a cultura blogueira.

Além da possibilidade de interação quase instantânea com os visitantes, a grande diferença entre os blogues e a mídia tradicional, impressa, é a velocidade. Um artigo que levaria horas, dias ou semanas para ser publicado numa revista de papel pode estar disponível em poucos segundos para a leitura num blogue.

O critério usado na seleção dos blogueiros cujos posts compõem este livro foi o mais subjetivo possível: meu gosto pessoal. Por ser escritor, eu preferi ceder a essa inclinação e ficar na deliciosa esfera da crônica e da confissão literária.

Os vinte e um blogueiros convidados para participar desta antologia são todos escritores: onze veteranos de prestígio reconhecido, com livros já publicados, e dez bons estreantes a caminho do reconhecimento. A cada um deles eu pedi que selecionasse os melhores posts publicados nos respectivos blogues.

O resultado: dezenas de crônicas e confissões de escritores deliciosamente febris.

Nelson de Oliveira

Nelson de Oliveira nasceu em 1966, em Guaíra (SP). É professor universitário, editor e autor dos livros Ódio sustenido (Língua Geral, 2007), Algum lugar em parte alguma (Record, 2006), A maldição do macho (Record, 2002) e Subsolo infinito (Companhia das Letras, 2000), entre outros. Dos prêmios que recebeu destacam-se o Casa de las Américas, o da Fundação Cultural da Bahia, duas vezes o da APCA e o da Fundação Biblioteca Nacional. Atualmente coordena, em diversas instituições, oficinas de criação literária para autores em início de carreira.


9 comentários:

Monica Loureiro disse...

Adoraria ir, só que moro em Vila Velha, Espírito Santo...
Eu considero o Blog um ótimo canal de divulgação para quem escreve...

cadeorevisor disse...

Estou em falta com meus amigos blogueiros, mas agora pretendo voltar a visitá-los. Gostei muito do formato novo (na verdade não sei quão novo ele é). Estou me sentindo dentro de um livro.

Abraço,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com

Eugênio C. Brito disse...

Muito boa e importante manifestação,silenciosa no ato,mas muito barulhenta na essencia para chamar a atenção das pessoas para a força de uma bnoa leitura.Confesso que faço isso meio que inconscientemente mas agora tomei conhecimento de que muita gente age assim,e isso m e deu mais força.Parabénz!

Visita meu espaço,te adicionarei aos favoritos ja!

http://homemdeletras.blogspot.com

POESIA EM VOLTA disse...

Hoje eu conheci seu blog e já coloquei em meus favoritos. Quero entrar no movimento, quero ser do movimento, sei lá qualquer coisa assim. Abraços. Regina

Carol disse...

Muito bacana o blog! Vocês estão de parabéns! E a ideia do movimento é sensacional!
Conheço um blog que está na mesma linha... os contos saíram da tela e foram para um livro: Minicontos Perversos, do Gustavo Martins.
O blog - www.minicontosperversos.blogspot.com - sempre chamou a atenção pela forma direta e franca de escrever do Gustavo. Seus minicontos são cheios de emoção e significado.
E, agora, com o livro - www.mcp-olivro.blogspot.com - tenho certeza que ele vai conseguir atingir um público bem mais diverso também!
Bom, fica a dica! Espero que gostem!
Apoio mto este movimento!
Beijos

cadeorevisor disse...

O livro tem sido bem comentado. Estou com vontade de ler.

Abraço,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com

Eliana Mara Chiossi disse...

Estive lá, no Conversas no Sótão, e conheci parte dos autores do Bla, bla, blog...
Alguma coisa nova no ar da literatura...

Regina Lopes disse...

Adorei a ideia do "manifesto do movimento". Não sou escritora ou algo parecido. Mas da mesma forma que o Eugênio (no comentário) também tenho o habito de levar um livro para ler. Mas nunca tinha pensado como um ato tão simples pudesse ser tão significativo. Gostei e agora vou exibir meus livros com mais vontade. E... confesso já tirei casquinha de alguns.

Í.ta** disse...

muito boa a ideia!

parabéns aos autores.

o texto do nelson diz tudo.

o blog aqui é ótimo!

abraço.